Profile

Rubens Campos de Almeida Junior @rubens3


About Me

Técnico em Informática com ênfase em Processamento de Dados pela ETFRN. Bacharelado em Engenharia da Computação (2003). Pós Graduação(Especialização) em Gestão de Projetos pela USP e o curso de Gestão Estratégica de Sistemas de Informação pela Faculdade Natalense de Ensino para o Desenvolvimento do RN - FARN. Mestrado em Ciências da Computação pela PUC (Santiago/Chile). Atualmente matriculado no programa de Doutorado em Ciências da Computação pelo ITA. Larga experiência na área de Ciência da Com

Events

Estação meteorológica para pequenos aeródromos

Uma estação meteorológica desenvolvida com Arduíno, com sensores que recolhem dados para análise do tempo meteorológico. registrar a temperatura do ar, velocidade e direção do vento, umidade do ar, radiação solar, chuva, pressão atmosférica entre outras variáveis.

Através, dela, muitos pilotos de aviação civil necessitam obter informações climatológicas referentes ao local de destino, em virtude da necessidade de segurança no voo. Um problema que eles enfrentam é a subjetividade das respostas obtidas quando essas informações são solicitadas às pessoas do local de destino.  Neste contexto, o projeto foi concebido para fornecer essas informações de forma precisa, em tempo real e acessível via web. O protótipo já encontra-se em pleno funcionamento e coletando informações de: temperatura, umidade do ar, pressão atmosférica, anemômetro(direção e velocidade do vento), piranômetro(radiação solar) e previsão de chuvas.

Funcionalidade: Coletar variáveis ambientais em locais remotos e enviar os dados devidamente processados ao usuário através de uma estão remota e plataforma web(site).
Modo de comunicação: GPRS(Serviço de rádio de pacote geral).

Proposals

SISGRAF - Sistema Gráfico para o Monitoramento de Lançamento

O SISGRAF, Sistema gráfico para o rastreamento dos lançamentos de mísseis e foguetes sem carga últi embarcada. Trabalha sincronizado com os radares com base terrestre, para encontrar, identificar e perseguir os foguetes/mísseis, podendo estar até 280 km de distância. Nessa distância, o míssil pode não estar visível tendo menos chance de ser identificado. É possível para o sistema operar em um módulo completamente automático sem a intervenção humana. É exibido, em tempo real, a posição atual do trajeto percorrido pelo míssel/foguete no momento do lançamento. O sistema é desenvolvido utilizando as linguagens C (e bibliotecas terceiras) e JAVA.


Esse sistema vem sendo utilizando atualmente no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno e no Centro de Lançamento de Alcantara, organizações militares pertencentes a Força Aérea Brasileira.